Erro
  • JCacheStorageFile::_deleteFolderJLIB_FILESYSTEM_ERROR_FOLDER_DELETE

Artigos

Seduc anuncia concurso público com 6 mil vagas

GEDEÃOSecretário da Seduc, Gedeão Amorim, informa que as provas do concurso deverão ser realizadas até junho do próximo ano. Foto: Arquivo  Manaus - A Secretaria de Estado de Educação do Amazonas (Seduc) anunciou na quinta-feira que vai lançar, até o final deste mês, o edital do concurso público com 6 mil vagas para professores e outros profissionais de nível Superior, além de cozinheiros, que serão contratados mediante concurso público para trabalhar nas 540 escolas da rede estadual, a partir do segundo semestre de 2011.

De acordo com o secretário da Seduc, Gedeão Amorim, são 5 mil vagas para professores de todas as disciplinas da Educação Básica. Ainda existem outras mil vagas para contadores, administradores, nutricionistas, pedagogos, psicólogos, bibliotecários, secretários e cozinheiros.

O salário dos professores se manterá o mesmo praticado hoje pela Seduc. Os professores que trabalham no regime de 40 horas semanais recebem R$ 2.450 por mês, enquanto os profissionais que lecionam por 20 horas semanais ganham R$ 1.225, segundo o diretor do departamento de planejamento da Seduc, Rossiele Silva.

“A previsão é que o edital seja divulgado ainda neste ano, na segunda quinzena de dezembro. A inscrição será em fevereiro e as provas até junho”, adiantou Amorim, informando que a contratação dos aprovados deverá ser realizada  no começo do segundo semestre de 2011.

O secretário da Seduc informou que o texto do edital está pronto, mas ainda está sob análise na Procuradoria Geral do Estado do Amazonas (PGE/AM) e Secretaria de Estado de Administração e Gestão do Amazonas (Sead).

O salário para nível Superior para outros cargos fora do magistério será de R$ 4.057, com jornada de trabalho de 40 horas e R$ 2.028,50 para 20 horas semanais.

As únicas vagas em nível Médio deste concurso são para secretários e cozinheiros. A partir do próximo ano, a função de vigia das 540 escolas da Seduc será terceirizada.

“Tivemos alguns problemas com esses funcionários e partir de 2011 eles serão terceirizados. A licitação para a empresa que vai oferecer esse profissional deve ser divulgada no início do ano”, frisou o secretário da Seduc.

A prova está a cargo do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), órgão que integra a Fundação Universidade de Brasília (FUB). A Seduc contratou o Cespe em outubro, como consta no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 15 daquele mês.

A Cespe também foi contratada pela Seduc, pelo valor de R$ 3 milhões para realização da Pesquisa de Avaliação do Desempenho Educacional do Ensino Médio. A pesquisa consiste em uma prova, nos moldes da Prova Brasil, realizada pelo Ministério da Educação (MEC), para avaliar o desempenho de cada escola.

FONTE: DIÁRIO DO AMAZONAS

Desenvolvido por ABCMIX - Joomla Site Designer - 2012