Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *

Americano que saiu de Los Angeles, nos Estados Unidos, chegou em Boca do Acre andando

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

americadnoO norte-americano Christopher Howe, 33 anos de idade, pai de dois filhos homens, de 13 e 10 anos de idade, saiu da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos da América, no dia 05 de outubro de 2008, cruzou o México, passou pela América Central, entrou na América do Sul e veio ter em Boca do Acre, depois de 3 anos fazendo todo o percurso a pé.

Christopher é teólogo, ligado à igreja Ortodoxa e também administra uma companhia independente de filmes em Hollywood, de onde já fez a adaptação de um livro de Paulo Coelho para se tornar filme.

O objetivo da empreitada

Christopher relatou que o objetivo da caminhada é puramente provar que com fé o homem pode chegar a qualquer lugar. “É uma atitude baseada em fé. Como bom religioso, eu tive visões sobre sair da minha cidade e ir para floresta, para viver mais perto de Deus. Já me perdi na mata e, nos momentos de maior dificuldade eu me peguei em orações e consegui vencer as dificuldades”, justificou o andarilho.

“Quando sai dos Estados Unidos, meu destino divulgado era chegar à divisa com o Brasil, porém, minha intenção real era repousar na Vila Céu do Mapiá, o destino final”, disse Christopher.

O brasileiro é um povo muito acolhedor

americano3

O americano contou ainda que não traz consigo importância financeira, nem objetos de valor econômico, mas sobrevive da ajuda das pessoas que encontra pelo caminho. Doações que são feitas pessoalmente, ou através de um site (http://iamwalking.org/wordpress/) que ele mantém, desde que iniciou a caminhada.

Christopher fez questão de exaltar a cordialidade e hospitalidade do povo brasileiro. “Quando eu terminar meu projeto, vou fazer questão de divulgar nos Estados Unidos que o povo brasileiro é muito acolhedor, que as pessoas são alegres e que tratam muito bem os visitantes”, disse o estrangeiro.

O momento mais difícil

O trecho entre Pucallpa (Peru) e Cruzeiro do Sul, no estado do Acre, segundo Christopher, foi o mais difícil. Ele conta que em determinado momento ficou perdido na mata, sem rumo, enfrentando fenômenos naturais agressivos e até foi picado por uma arraia. Ele disse que neste momento pensou em desistir e se questionou o motivo pelo qual estaria fazendo aquilo, mas com fé e oração, conseguiu vencer as adversidades e adentrou ao território brasileiro pelo estado do Acre.

americano4

Bagagem do americano

Christopher viaja somente com uma pequena bolsa, que contém uma faca, uma linha de pesca e suas orações. “No início da viagem eu tinha uma grande mochila, mas, no México fui assaltado e me levaram tudo, deixaram somente minhas orações, e eu percebi que não precisava de tudo aquilo para caminhar e hoje estou aqui, perto de terminar meu trabalho, somente com o que preciso”, relatou.

americano2

O destino final

A Vila Céu do Mapiá é o destino de Christopher. Ele afirmou que chegará até o ponto final da sua caminhada a pé, assim como veio de Rio Branco/Ac para Boca do Acre, margeando a BR-317. “Quando eu chegar ao Mapiá, terei concluído o meu trabalho, de lá vou para casa, escrever um livro sobre esse fato em minha vida e talvez transforme tudo isso em filme”, revelou.

Vídeos

{youtube}xIWF9x2D4G4{/youtube}

{youtube}WpGMQaGDF1A{/youtube}

{youtube}jrwP7D0o0dk{/youtube}

{youtube}3ylhWPCekdM{/youtube}

{youtube}qrDfkq3NEK4{/youtube}

{youtube}KkYm6qYJZZs{/youtube}

{youtube}lYl8n6jQ32o{/youtube}

{youtube}oW_b6WurQ9k{/youtube}

andarilho

Clique aqui e siga-nos no Twitter

 

Designed by ABCMIX Joomla Site Designer - 2015